Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um sonho que durou pouco tempo!

por Filipa Oliveira, em 06.02.17

 

Como vos disse a lojinha de personalizações fechou!

Ser "pobre" neste país não é muito fácil para quem quer ter um negocio!

Ou se arrisca e se pede um credito, com o risco de ficar sem loja e continuar a ter dividas para pagar ou com muito sacrifício se junta algum dinheirinho e se tenta a sorte.

E foi assim que aconteceu, uns tempos a juntar dinheiro para despesas iniciais e também para ter algum no banco para depois de abrir o estabelecimento. Mas ou se passa uma vida a juntar dinheiro e se tenta o sonho já velhos e corcundas, para se ter uma boa conta bancaria, ou esse valor é mesmo quase a risca.

Procurar loja minimamente bem localizada e com uma renda que dê para os bolsos mais pobres, arranjar a loja, colocar os materiais, abrir luz, agua, programa de facturação, multibanco, pagar para ter musica ambiente, contabilista, hum... provavelmente terei esquecido de mais qualquer coisa que foi preciso para estar completamente funcional...

Loja pronta, tudo pago, já com uma conta pobreeeeeeeee e vamos la abrir portas!

Que maravilha, as coisas até estão a correr bem, as pessoas estão a adorar os produtos e a ideia de ter uma loja destas perto de casa, umas fardas personalizadas para os cafés vizinhos e parece mesmo que o pobre pode ter pernas para andar...

Mas... Há sempre um mas não é?

A novidade acaba!

Os vizinhos não vão comprar todos os dias prendas para os familiares, as fardas dos cafés ainda estão novas e agora? Agora chegou o momento parado da despesa!

Apesar das coisas até terem começado bem, não se fez fortunas, e depois de todas as contas pagas e reposto o stock a conta continua muito pobrezinha e agora vamos aguentar estes momentos parados?

Gastou-se mais um pouco para se apostar em publicidade, tentar chegar a um povo mais distante, esperou-se mais um pouco mas a conta estava cada vez mais depenada... Agora o que se ganhava já não cobria as despesas que se tem de pagar...

Chegou a hora de fechar antes que não se tenha capacidades de pagar estas despesas que não param á espera dos clientes...

Se é algo que até podia ter pernas para andar? Sim, ainda acreditamos que sim! Mas o problema é que o "pobre" tem as pernas muito curtas e não consegue andar muito...

Já tínhamos noção que as coisas não iam ser fáceis, já tínhamos noção que iriam haver meses mais fracos, mas havia a esperança de se conseguir levantar voo...

Tenho muita pena que não se tenha mais facilidades para o pequeno comerciante, para os jovens conseguirem lançar o seu sonho! E não falo em créditos, não falo em dinheiro fácil... Falo em menos impostos, que em vez de termos de pensar que temos de tirar x% para os impostos ( que é uma brutalidade), x % para pagar as despesas fixas, Ivas, contabilidades e sei la mais o que... no fim não sobra quase nadaaaa... Não sei... Era bom que fosse um pouco mais fácil realizar um sonho! :)

E pronto foi isto...

Talvez quando formos velhos e corcundas voltemos a tentar já de contas recheadas ( ou não... )!

publicado às 17:47


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

subscrever feeds